Carregando...

AR-AIR.

O ar é partilhado por todos, mas hoje em dia a poluição do ar está a afectar a qualidade de vida.

Alguns problemas ambientais relacionados com ao ar

  • SOBREPOPULAÇÃO
  • POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA
  • ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS
  • PROTECÇÃO DA CAMADA DO OZONO
  • DESFLORESTAÇÃO

  • SOBREPOPULAÇÃO
  • – Costumamos dar por adquirido o ar que respiramos. A queima de combustíveis fósseis, madeira, petróleo e gás natural está aumentar à medida que os países em desenvolvimento crescem. A necessidade de alimento também vai aumentar, e se não mudarmos para uma dieta mais à base de plantas isto, caminharemos para instabilidade climática e social. A poluição atmosférica causa 6 milhões de mortes por ano em todo o mundo e um quarto dos casos de cancro do pulmão, ataques cardíacos e enfartes, representando 0.3% do PIB mundial em custos com a saúde, assim como a redução da produtividade no trabalho.

  • POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA
  • – Causada pela atividade industrial, transportes, químicos agrícolas, depósito inapropriado de resíduos e controle artificial da temperatura das casas. Os navios porta-contentores e os automóveis são dos maiores poluidores. O ar condicionado ou frigoríficos contribuem com 22% da poluição do ar. Mas desde a descoberta de alternativas e com o Protocolo de Montreal já estamos num bom caminho.

  • ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS
  • – Ambos os problemas resultam do mesmo contexto: a actual modelo energético implicando a exploração mineira e queima de combustíveis fósseis. O aumento das emissões de CO2 e outros poluentes como os óxidos de azoto (NO e NO2), óxidos de enxofre (SO2 e SO3) e partículas atmosféricas são as principais causas do aquecimento global.

  • PROTECÇÃO DA CAMADA DO OZONO
  • – A redução da camada do ozono é afectada por químicos como os CFC usados em frigoríficos, aparelhos de ar condicionado, sprays, detergentes, limpeza de placas de circuitos eletrónicos e componentes de computador, e isolamento térmico ou acústico de edifícios e automóveis.

  • OZONE LAYER PROTECTION
  • Ozone depletion in the stratosphere is caused by ozone depleting chemicals. CFC-11/12,113 and HCFC-22 are used in refrigerators, air conditioners, aerosol sprays, household cleaning products, in foams for home furnishing, insulation and packaging, for thermal or sound insulation in buildings and automobiles, for cleaning electronic circuit boards and computer components.

  • DESFLORESTAÇÃO
  • – As florestas cobrem aproximadamente 30% da Terra e sustentam cerca de 80% dos organismos terrestres. Estima-se que 2,5 hectares de árvores em florestas urbanas podem produzir oxigénio suficiente para 8 pessoas e eliminar 188 toneladas de dióxido de carbono da atmosfera. As florestas tropicais produzem 40% do oxigénio da Terra, apesar de cobrirem apenas cerca de 6% da superfície. A cobertura florestal da Amazónia diminuiu cerca de 17% nos últimos 50 anos.

    SABIA QUE?
    Um voo entre Lisboa e Nova Iorque gera 1,50 toneladas métricas de CO2, o mesmo que percorrer 6300 km ou 17km por dia durante um ano numa VW Passat. Calcula aqui
    Só um navio porta-contentores pode causar tanta poluição como 50 milhões de carros, emitindo 5000 toneladas de óxidos de enxofre anualmente. E há 90 000 navios destes em circulação.
    Um frigorífico reciclado de forma inapropriada poliu tanto como um carro que anda 17 000 km por ano.
    Um iogurte pode ter leite da Nova Zelândia, morangos da Austrália, açúcar de Taiwan, copo da China, tampa produzida na Alemanha e conservantes da Suíça.
    A poluição emitida por fogões artesanais em espaços interiores mata cerca de 2 milhões de pessoas em países em desenvolvimento – mais do que os mortos por malária.

    Jardins verticais amigos do ambiente e a arquitectura ajudam a reduzir a pegada de carbono de um edifício, filtrando poluentes e dióxido de carbono do ar, o que beneficia também os que vizinhos. uma vez que a qualidade do ar melhora.
    Veleiros solares, talvez combinados com a tecnologia da Tesla, poderão ser uma solução para a indústria de transporte marítimo no futuro.
    Os ecossistemas de carbono azul (pradarias marinhas) podem capturar mais CO2 da atmosfera do que as florestas terrestres e cinco vezes mais que as florestas tropicais. Se pudéssemos alimentar as vacas com algas, seriam possível reduzir a sua emissão de metano em até 99%.
    Uma torre de 60 metros de altura sobressai num mar de arranha-céus de uma das cidades mais poluídas da China. Mas em vez de aumentar o smog de Xian, esta chaminé ajuda a limpar o ar. O sistema purificação do ar exterior, alimentado pelo Sol, filtra particulas nocivas do ar e emana ar puro para os céus.
    Há 11 676 espécies de árvores na floresta da Amazónia. A reflorestação e a protecção/preservação das florestas com a sua diversidade são pilares importantes da mitigação das alterações climáticas.

    SIM AO “MENOS É MAIS”!
    SIM, É POSSÍVEL…

    • andar menos de avião e só quando der para combinar vários compromissos e podemos andar menos de carro e mais a pé, usar transportes públicos ou carros partilhados se possível.
    • evitar encomendas online e apoia lojas locais.
    • Escolhe alimentos frescos e não processados.
    • usar materiais isoladores alternativos como cortiça, palha, linho, painéis de algas marinhas.
    • regular o ar condicionado apenas 1 grau menos frio no Verão e menos quente no Inverno em casa poupa energia reduz a nossa pegada de carbono e aquece só o espaço necessário.
    • plantar árvores. Só uma árvore de 10 anos emite oxigénio suficiente para duas pessoas.
    • comprar produtos sem CFC (como sprays) e usa aparelhos domésticos sem químicos que afectam a camada do ozono.
    • lembrar-nos que o nosso consumo de energia é importante.
    • preferir computadores portáteis aos de secretária e deixa-os em modo suspenso, usando a bateria mais vezes do que a ligação à tomada.
    • manter o frigorífico limpo e sem gelo (descongela-o de 6 em 6 meses).
    • usar energias renováveis: os painéis solares produzem energia sem emissão de gases poluentes.
    • Faz detergentes biológicos com vinagre, casca de laranja ou algumas gotas de óleos essenciais e bicarbonato de sódio, enchendo frascos de spray limpa-vidros com uma parte de vinagre e uma parte de álcool.
    • comer menos carne e produtos lácteos, uma vez que em média as vacas produzem por ano metano suficiente para produzir o mesmo efeito de estufa que 4 toneladas de dióxido de carbono.
    • ter plantas purificadoras de ar interior e limpa o pó regularmente com roupa molhada em vez de usar purificadores de ar.
    • evitar comprar pronto-a-vestir, e opta por investir em roupa de melhor qualidade ou comprar roupa em segunda-mão, para ajudar instituições de solidariedade social locais. Troca roupas com os amigos e apoia pequenas empresas de roupa artesanal.
    • secar a roupa em estendais ao sol e ao ar. Uma carga na máquina de secar gasta tanto quanto 225 lâmpadas acesas numa hora!
    • fazer lavagens a frio ou 30 graus num ciclo curto (30 minutos). As roupas duram mais tempo, ficam tão limpas na maioria dos casos (se for preciso, ensopa as nódoas em água e sabão antes de lavar), as cores podem ser misturadas.
    • usar o telemóvel para iluminação, em vez de acender a luz por apenas alguns segundos.
    • lembrar-nos que todos os pequenos gestos contam
    • Tem outra ideia?
    • Partilhe connosco!

    Sobre o iLAND

    O iLAND traz a lume os problemas ambientais mais urgentes. O iLAND verde mostra imagens aéreas, como desertificação e cheias, monoculturas ou exploração mineira. O iLAND mais colorido mostra imagens de infravermelho dos problemas actuais e a sua evolução (recuperação ou degradação)

    Free Website Template by Free-Template.co

    Consciencializa-te

    E se o mundo fosse uma ilha e tu fosses forçado a viver nela? Sentirias a urgência de adoptar um estilo de vida sustentável se as florestas fossem queimadas, a indústria e a agricultura estivessem a poluir o seu jardim? A maioria dos problemas ambientais que causamos afectam comunidades mais pobres que vivem longe. Esquecemos Fukushima, porque não afectou directamente o peixe que chega à nossa mesa e continuamos a respirar o mesmo ar quando abrimos a porta. Mas até quando? As duas versões do iLAND mostram os vários problemas ambientais que também são NOSSOS. O iLAND quer mostrar os problemas de forma mais visual porque existe muita informação, mas muito pouco nos toca. O iLAND inspira-nos a viver de forma mais sustentável. Gastar menos – viver mais!

    No The HeArt is Present, o nosso objectivo é proporcionar uma experiência especial, estimular a interacção, debate e interdisciplinaridade com pessoas de diferentes quadrantes. Apresentamos a informação com beleza, fazemos a ligação entra tecnologia e trabalho manual assim como entre ciência e arte. Criamos arte que inspira o visitante a tomar consciência e repensar problemas actuais que afectam a Humanidade. Criamos arte como forma de chamar atenção para o artista que existe em cada um de nós e as mudanças que cada um pode promover.
    Usamos conteúdos diversos que vão da AR a texto e têxteis, para desenvolver conceitos que tornam os problemas tangíveis e logo toquem as pessoas.